sexta-feira, 27 de abril de 2012

Meninos de Hoje.



Sim, outrora o fomos: Meninos! Brincávamos e brigávamos.

Alguns anos atrás, jovens se uniam contra o Regime moralista.

Ganhamos o Estado. Que fiezemos? Liberamos tudo; e tudo que o Regime dizia ser proibido, liberamos por pensarmos que assim seríamos "contra o Regime": criamos o nosso.

Nossos meninos não lutam pela Pátria, lutam por sobrevivência, num capitalismo expatriante, o do "salve-se quem puder".

Ah, meninos!... Como é difícil incentivá-los a fazer o que é certo quando os corruptos se dão bem na Assembleia, na Câmara, em Brasília...

Capitalismo gentil que ensina que entorpecente é só mais uma mercadoria... quem vende, quem entrega e quem consome são só parte do ciclo do capital.

Os revolucionários chegaram ao poder... e daí? Quê mudou? Vamos dar mais empregos, é isso? Nossos meninos só precisam de trabalho? Incentivamos nossos meninos a comprarem pra acelerar a economia, mas nem todos de nossos meninos têm dinheiro... infelizmente, alguns roubam, furtam, latrocinam...

Não falo de saudosismo nem de apologia a este ou àquele Regime. Falo de valores cristãos, pois estes perpassaram aquele tempo e são trucidados neste.

Liberar não é libertar. Verdade que liberta é aquela que nos faz cativos por Amor, que é Cristo: "é estar-se preso por vontade..." dizia o poeta.

Não! Não é alienação religiosa. Alienação, ou sentir-se alienígena, como expatriado, sentem-se nossos meninos, que, neste País chamado Brasil, têm que "se virar" até no ventre de sua mãe para não ser trucidado num aborto que não o permitirá jamais dizer "bom dia!" porque a luz eles não verão.

Choro. Choro por mim também, agonizantemente repito meus consolos: "Kyrie, eleison" e "Maran athá".

Outrora fomos Povo de Deus que chorávamos à beira dos rios da Babilônia, agora choramos nos rios de sangue de nossos meninos - viciados, assassinos e assassinados.

Entregamos nosso País a quem? Nosso voto a quem?... Quem vota em assassinos merece o quê? Quem vota em abortistas merece o quê?

... Peraí, vem comigo: Kyrie eleison, Christe eleison, Kyrie eleison!


+ + +
Eudes Inacio, sJpVM
servo de Jesus pela Virgem Maria.

Nenhum comentário: