quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

NO RITMO DOS MONGES

Sobre o porquê de se razar Laudes: também prática obrigatória dos Monges e oblatos beneditinos.

"(...) Mas a beleza do sol nascente torna-se o símbolo da Ressurreição de Jesus,
na qual toda a nossa escuridão foi vencida.
Ao alvorecer, o coração humano se abre para louvar a Deus,
pois não está preso nos sonhos noturnos
ou nos sentimentos depressivos da noite.
 
Sente antes aquilo que o salmista canta:
"Se de tarde sobrevém o pranto, de manhã vem a alegria" (Sl 30[29],6b).

Com o Salmo 92(91),1ss, rezamos:
"É belo louvar o Senhor e cantar a teu nome, ó Altíssimo,
anunciar de manhã o teu amor, e tua fidelidade durante a noite".(...)"
                               NO RITMO DOS MONGES. Anselm Grün. Ed. Paulinas

Nenhum comentário: