domingo, 26 de dezembro de 2010

É BOM SER CRISTÃO...

Vejamos as notícias:

Padre sofre ataque violento na Índia [2010-12-22]
Igreja em Orissa pede mais proteção no Natal

Iraque: Natal atrás dos muros [2010-12-17]
Arcebispo de Mossul propõe conferência sobre minorias no Oriente Médio

Informe registra crimes de ódio contra cristãos na Europa [2010-12-14]
Observatório chama a uma ação internacional a favor dos cristãos

Relatório sobre liberdade religiosa [2010-12-12]
Preocupação pelas restrições de muitos Estados

Egito: convivência religiosa está ameaçada [2010-12-07]
Recentes confrontos violentos entre manifestantes coptos e policiais

Outros dois cristãos são assassinados no Iraque [2010-12-06]
Centenas de famílias cristãs fogem para norte do país

Congo: padres denunciam “regime de terror” [2010-12-05]
Mensagem publicada após a morte do sacerdote Christian Bakulene

Sem valores, instala-se cultura da violência e da desordem [2010-12-03]
Arcebispo convida a redescobrir em Deus o significado último da existência

Radiografia da liberdade religiosa no mundo (4): Ásia [2010-12-02]
Síntese do Informe 2010 elaborado por “Ajuda à Igreja que Sofre”

Radiografia da liberdade religiosa no mundo (2): Norte da África e Oriente Médio [2010-11-30]
Síntese do Informe 2010 elaborado por “Ajuda à Igreja que Sofre”

Radiografia da liberdade religiosa no mundo (1): América [2010-11-29]
Síntese do Informe 2010 elaborado por “Ajuda à Igreja que Sofre”

200 milhões de cristãos são perseguidos no mundo [2010-11-24]
Apresentado o Relatório sobre a Liberdade Religiosa da AIS

(www.zenit.org)

Papa condena ataques a igrejas no Natal

domingo, 26 de dezembro de 2010 12:24
(http://br.reuters.com)

VATICANO (Reuters) - O Papa Bento 16 condenou neste domingo os ataques a igrejas na Nigéria e nas Filipinas no dia de Natal, chamando-os de violência absurda.

O papa disse a fiéis e turistas na Praça de São Pedro que ficou entristecido pelos ataques nos dois países, além do ataque suicida que ocorreu no Paquistão.

"Quero expressar meus sinceros pesares pelas vítimas desse atos absurdos de violência, e mais uma vez repetir meu apelo para que abandonem esse caminho de ódio e busquem soluções pacíficas para conflitos", disse o líder religioso em sua janela.

Seis pessoas morreram em ataques a duas igrejas cristãs no nordeste da Nigéria, país mais populoso da África, e outras seis ficaram feridas após a explosão de uma bomba em uma igreja católica na cidade de Jolo, nas Filipinas.

Em mensagem de paz divulgada em 16 de dezembro, o papa afirmou que os cristãos são o grupo religioso que mais sofre preconceito no mundo hoje, e que é inaceitável que tenham que arriscar suas vidas para praticar sua fé em alguns países.

Ao menos 40 pessoas morreram em um ataque suicida em Peshwar, no Paquistão, também no dia de Natal.


+ + +

E ainda nos deparamos com pessoas que se dizem cristãs, aqui na Cidade de Maceió, que investem tempo e voz em criticar os católicos.

É fácil se dizer "missionário evangélico" vociferando contra a Igreja de Cristo que, aceitem os protestantes ou não, foi graças a esta Igreja que hoje em dia, aqui no Brasil, há liberdade de expressão de minorias - como a deles, por exemplo.

Vale também ressaltar para nós, cristãos católicos, o valor de quem somos. Vivemos num "cristianismo light", sem preocupação, de não nos importarmos com a Igreja, com o Louvor Divino, com o Culto da Missa... que vergonha! Em vista do sangue derramado dos mártires que nos passaram a Fé e destes que ainda vivem martirizados pelos longínquos confins da Terra...

Não seria digno de nossa parte ao menos rezarmos por nossos irmãos pequeninos, por nossos sacerdotes, por nosso papa, por nossa Igreja? Ou contribuirmos com as missões nossa cidade, com a evangelização de nossa família, a catequese de nossos filhos e jovens? Ao menos darmos exemplo de cristãos para que levem a sério o ser "povo de Deus", o "povo eleito".

... Vou rezar!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Bispo rejeita homenagem do Senado para protestar contra aumento

Senadores passaram por saia-justa em sessão solene no início da tarde de hoje (21/12). Ao ser indicado pelo senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) para receber a comenda de Direitos Humanos Dom Helder Câmara, o bispo de Limoeiro do Norte (CE), D. Manuel Edmilson da Cruz, constrangeu os parlamentares presentes ao rejeitar homenagem. O bispo afirmou que receber a comenda seria uma "afronta ao povo brasileiro", depois que os parlamentares reajustaram o próprio subsídio em 61,8%.

"Meus irmãos e irmãs, falo agora de coração com muita fé, sem diminuir o grande respeito que devo a todos, mas falo como irmão e irmã sobretudo, quer dizer, assumindo a alma de todas as pessoas, pois é exatamente nesse momento que o Congresso aprova o aumento de 61% dos honorários de seus parlamentares que, em poucos minutos, chegam a essa decisão e, ao efeito cascata resultante, o impõe ao povo brasileiro, o seu, o nosso povo. O povo brasileiro, hoje de concidadãos e concidadãs, ainda os considera parlamentares? Graças ao bom Deus, há exceções decerto em tudo isso. Quem assim procedeu não é parlamentar. É para lamentar", atacou D. Manuel, que ainda exigiu que o Congresso reavaliasse a votação e retomasse o patamar antigo salarial.

O bispo ainda lembrou que quando o sul-africano Nelson Mandela assumiu a presidência de seu país reduziu em 50% o próprio salário. "Quem vota em político corrupto está votando na morte! Mesmo que ele, paradoxalmente, seja também uma pessoa muito boa, um grande homem. Ainda não do porte de um Nelson Mandela que, ao ser empossado presidente da República do seu país, reduziu em 50% o valor dos seus honorários."

(www.correiobraziliense.com.br)

Disse ainda, Dom Manuel Edmilson da Cruz, bispo de Limoeiro do Norte-CE.

"(...)Senhores e Senhoras, meus irmãos e irmãs, sinto-me primeiro perplexo, depois decidido. A Comenda hoje outorgada não representa a pessoa do cearense maior que foi Dom Helder Camara. Desfigura-a, porém.
De seguro, porém, sem ressentimentos e agindo por amor e com respeito a todos os senhores e senhoras, pelos quais oro todos os dias, só me resta uma atitude: recusá-la. (Palmas.). Ela é um atentado, uma afronta ao povo brasileiro, ao cidadão contribuinte para o bem de todos com o suór de seu rosto e a dignidade de seu trabalho.
É seu direito exigir justiça e equidade, em se tratando de honorários e de salários, também. Se é seu direito, e eu aceitar, estou procedendo contra os direitos humanos. Perderia todo sentido este momento histórico. O aumento a ser ajustado deveria guardar sempre a mesma proporção que o aumento do salário mínimo e o da aposentadoria. Isso não acontece! O que acontece –repito– é um atentado contra os direitos humanos de nosso povo. A atitude que acabo de assumir, assumo com humildade... Assumo com humildade, sem pretensão a dar lições a pessoas tão competentes e tão boas. A todos suplico compreensão e a todos desejo a paz e os meus sinceros votos de um abençoado feliz Natal e um próspero Ano Novo. Deus seja bendito para sempre! Muito obrigado.


(http://congressoemfoco.uol.com.br)

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

MUITA FESTA E POUCA CATEQUESE


Nos últimos meses, a quantidade de eventos, festas, shows, apresentações, espetáculos em nossa Arquidiocese tem sido grande e diversificada.

Há pouco tempo, nós cristãos católicos dizíamos "não tem nada na nossa Igreja?". Hoje posso dizer que temos muitas ações, muitos eventos.

Shows, espetáculos, festas, arrastões, acampamentos, caminhadas... Quanta coisa!

Muitas propostas têm sido verdadeiras ações evangelizadoras; outras, a meu ver, nem tanto.

Perdemo-nos em atrativos, a maioria captadores de níqueis, que impressionam no tamanho, mas incipientes em cristanização.

Nosso Pastor, Dom Antonio Muniz, qual admiro, tem se dedicado, em cada ação, pela Igreja Missionária e Samaritana; contudo, a meu julgar, o CORPO tem membros distoantes do ritmo do Apóstolo.

Acredito, e assim vivo e falo, como Santo Inácio de Antioquia quando dizia que as ovelhas devem estar onde o Bispo está e que ninguém fizesse qualquer coisa sem o Bispo.

Se todos nossos esforços forem unidos ao zelo do nosso Bispo, tenho certeza que a Videira ficará viçosa. Mas se ficarmos enfeitando os ramos com belos e pesados adornos, esses quebrarão.

Após um show com 2.000 pessoas, gritando pelo cantor ou pela banda, ainda que por canções cristãs, qual catequese ficará?

Pois é. Encaro eventos como uma missão e como tal, qual será a pós-Missão? O que fica, o que resta nos corações?

O que fazemos com aqueles(as) que saem dos eventos? Convidamo-lhes para a Missa? A se engajarem nos grupos, movimentos ou pastorais? Alguém se importa em, após o show, ir em busca, na casa, convidá-los a serem cristãos?

Convidar a ser cristão! Ora, por que não? Ou ainda pensamos que todos os que vão aos eventos são cristãos católicos?

Enquanto o "critério da quantidade" de gente nos eventos para dizê-los bons e continuaremos com muito marketing e catequese pouca, como diz Padre Zezinho. Ou teremos a preocupação pastoral de saber o que resta afinal?

Se permanecerem os ramos querendo dar frutos independentes ou diferentes da Videira do Pastor, serão sempre viçosos, atrativos, mas sem seiva, pois já não dão fruto comum ao Corpo.

Promoções individualistas ou sectaristas são e sempre serão extra unitatem.

+ + +
Escrevo não como tirador de fruto, mas como folha dessa gigante Árvore.

Escrevo porque creio já ser a hora de se planejar mais e vivenciar mais a unidade em nosso Corpo.

Antes, tínhamos quase nada de atrativos; hoje é tempo de nos organizarmos para que a Árvore dê mais frutos.

Eu acredito que toda ação (evento, show, arrastão, caminhada, etc.) é Missão, e como tal deva ter a pós-Missão, ou ao menos o intuito evangelizador-catequético.

Julgo como perda toda e qualquer evento que se busque a "multidão" per si ou apenas o níquel. A promoção é da Igreja e não do grupo "A" ou da comunidade "Z".

Que Cristo cresça, e eu desapareça!

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

LEI DELEGADA

Segundo os comentários do jornalista Ricardo Mota, o governo de Alagoas deseja promover a chamada Lei Delegada, que consiste em o Poder Legislativo deixar o governador mandar e desmandar sem passar pelo Legislativo. Pode isso?

Estamos numa Monarquia? É, por acaso, o governador mais inteligente e melhor intecionado que os 27 deputados de Alagoas?

Se o governador sabe o que é melhor para os alagoanos e pode fazê-lo sozinho, então para quê pagarmos aos deputados?... Tenhamos juízo!

O então governador Ronalo Lessa já usou deste atributo certa vez e pergunte aos servidores o que aconteceu.

Deixo meu comentário que postei no Blog do referido jornalista:

Não! Esta é minha opinião. É verdade que o governador pode extinguir comissionados, mas pode também extinguir a Uncisal e Uneal, transformar órgãos em fundações, contratar sem concurso, criar oscips estatais legitimando o contrato sem concurso (como já ocorre na Uncisal, a saber)…
Se há urgências de ótimas ações, que envie o pacote à Casa Legislativa em caráter de urgência e conclame o povo, mostre ao povo que o que se deseja é o melhor para os alagoanos.
Muito poder numa só mão é monarquia. Respeitemos os 3 poderes.
Se pagamos a deputados, então pra quê deixar que o governador resolva tudo sozinho?
Senhores deputados, trabalhem! E saibam: todo jovem assassinado por omissão do Estado, por falta de leis e amparo, é culpa dos senhores. Igualmente cada mãe que perde seu filho por falta de leitos, é culpa dos senhores. Por fim, cada pai de família explorado e humilhado pelo desespero e/ou desamparo, é culpa dos senhores.
Não durmam, senhores deputados, sem se perguntarem: estou sendo melhor que ontem (e de que os que critico)?

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

MEU CANTO DE PJteiro (Desabafo!)

PJteiros... como Caminheiros

Eu quero apenas olhar os campos,
Eu quero apenas cantar meu canto,
Eu só não quero cantar sozinho,
Eu quero um coro de passarinho,
Quero levar o meu canto amigo,
A qualquer amigo que precisar.

Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar

Eu quero apenas um vento forte,
Levar meu barco no rumo norte
E no caminho o que eu pescar
Quero dividir quando lá chegar
Quero levar o meu canto amigo
A qualquer amigo que precisar

Eu quero crer na paz do futuro,
Eu quero ter um quintal sem muro
Quero meu filho pisando firme,
Cantando alto, sorrindo livre
Quero levar o meu canto amigo
A qualquer amigo que precisar

Eu quero amor decidindo a vida,
Sentir a força da mão amiga
O meu irmão com sorriso aberto,
Se ele chorar quero estar por perto
Quero levar o meu canto amigo
A qualquer amigo que precisar

Venha comigo olhar os campos,
Cante comigo também meu canto
Eu só não quero cantar sozinho,
Eu quero um coro de passarinhos
Quero levar o meu canto amigo
A qualquer amigo que precisar

[Minhas sinceras consideração e homenagem ao meu amigo-irmão Wilcler Pinheiro, o Rick PJteiro, pois sei que apesar de ele ser, como eu (barrigudo), tem um coração enorme.]

********

Música de Erasmo Carlos e Roberto Carlos. Eu Quero Apenas. 1974.

Para ouvir esta música:

http://boechat.com/blips/euqueroapenas.mp3
http://abmp3.com/download/7167013-eu-quero-apenas.html