sábado, 2 de outubro de 2010

EM QUEM VOTAR.

Caros irmãos e irmãs em Cristo,

Diante das eleições deste próximo domingo, eu, estando na função de coordenador da Pastoral da Juventude da Arquidiocese de Maceió, esclareço:

1- Cristão não tem o direito de votar em quem é sabidamente contrário à vida, ou seja, quem defende aborto, eutanásia e utilização de células tronco embrionárias.

2- Por sermos uma Pastoral da Juventude, o cristão não deve votar nos que dizem que vão promover a segurança matando jovens, ou em quem faz apologia ao extermínio de viciados e "ladroezinhos".

3- Cristão Católico não deve votar em quem é declarado inimigo da Igreja.

+ + +

Ademais, leiam os conselhos de Dom Antonio Muniz, Arcebispo de Maceió, no artigo "Em quem devemos votar":

"(...)Volto a lembrar que a Igreja não apoia nenhum candidato. Se alguém disser que está sendo apoiado ou é representante dos católicos nestas eleições está mentindo. Porém, por dever evangélico, temos critérios como os apontados na Cartilha preparada pela Comissão política da Província Eclesiástica de Maceió que orienta EM QUEM DEVEMOS VOTAR:

1. A primeira coisa e a mais importante a ser observada é o passado do candidato. De onde ele vem? Já tem algum trabalho realizado? Se ele ocupou outros cargos, honrou os mandatos anteriores? Como se portou? Saiu com fama de honesto ou de corrupto? Cumpriu durante o mandato as promessas feitas durante a campanha?

2. Um outro critério: quem são os componentes do grupo político daquele candidato? Vale o provérbio: “dize-me com quem andas e dir-te-ei quem és...” Seus companheiros políticos são pessoas honradas? Recordemos que ninguém governa sozinho: meu grupo político fará parte do meu modo de exercer meu mandato!

3. Mais um critério: o modo que o candidato tem de fazer campanha. Está gastando demais? Está comprando votos, dando dinheiro, prometendo empregos? Usa o nome de Deus ou da igreja? Usa a fé do povo? Anda com a bíblia debaixo do braço? Tudo isso, além de profanar o nome de Deus, de sua igreja e de seus santos, é pura demagogia!

4. Quando ele promete, explica direitinho de onde vai tirar o dinheiro para cumprir as promessas. Porque se não explica, não vai cumprir nada: está prometendo o que não pode cumprir!

Vote consciente e que Deus nos abençoe a todos!"

(site: http://www.arquidiocesedemaceio.org.br/voz-da-igreja/dom-antonio-muniz/14/em-quem-devemos-votar )

Um comentário:

Rick Pinheiro disse...

Por isso que eu amo, e sempre amarei ser católico. Enquanto algumas igrejas que se dizem cristãs, fazem uma verdadeira lavagem cerebral para votar em seus próprios candidatos, ou na ausência desses, em políticos totalmente contrários ao Evangelho, a nossa Igreja Católica ensina a todos, católicos ou não, como de fato devemos votar.

Parabéns Eudes pelo seus inspirados comentários, como também por reproduzir a voz oficial do nosso pastor!!!!