quarta-feira, 8 de setembro de 2010

PENSAR GLOBAL, AGIR LOCAL

Caros irmãos e irmãs,

Salve Maria!

Há certas obrigações que nos levam ao outro, ao desconhecido, à alienação. Sim, alienação.

Porque, sempre ir ao outro é sempre alienação e, diante dele (o outro) somos sempre alienados.

Refiro-me a todas as atividades cujo objetivo seja o convencimento, a aquisição do entendimento do outro ou sua aceitação de ideias.

Nunca foi fácil. E a gratificação é sempre alienada ou alienante.

Em evangelização ou em catequese, a chave para o outro é sempre a Ação do Espírito Santo.

(continuarei...)

Nenhum comentário: