sexta-feira, 2 de julho de 2010

EIS UM MISTÉRIO

É chegada a hora.

O Altar está forrado,
Velas sobre ele.

A procissão vem:
Dois castiçais,
As velas iluminam a entrada da Cruz;
O sacerdote se encaminha para o Altar.
Ele e seus colaboradores reverenciam o Altar
O Sacerdote beija-o.

Traça o sinal da Cruz junto com a Assembleia
Saúda-a.
Com ela bate no peito
Reconhecem-se pecadores para estarem ali.

Dão Glória a Deus, o Criador
Que ordenou que dedicassem a Ele o Dia.

Todos se assentam,
Um deles se aproxima do Altar,
Dirige-se a um ambão, abre o Livro
Lê trechos da História do Povo que caminhava,
Do Povo que se enganava,
Mas que, ao se arrepender,
Deus sempre perdoava.

Aproxima-se do ambão um cantor
Canta melodias que a Assembleia responde

Outro leitor se aproxima do ambão
Lê textos que falam dos seguidores de Cristo
Como se organizavam, suas dificuldades
Suas satisfações e Esperança.

Silêncio. Todos de pé.
Rompe-se a amplidão com um quase grito
Aleluia!
O homem de vestes brancas
Se aproxima do Livro.
Todos traçam três cruzes:
Uma na testa, outra na boca e outra no peito.

O texto fala de Cristo:
Vida, atitudes e ensinamentos.
Todos se assentam de novo.

O Sacerdote explica detalhadamente sobre os textos.
Exorta, convoca, provoca, denuncia, anima.

Todos ficam de pé
E dizem todos juntos que creem:
Creem no Pai, no Filho e no Espírito Santo
Na encarnação do Verbo
Na Igreja
Na remissão dos pecados
Na ressurreição da carne
Na vida eterna.

A convite do Sacerdote,
Fazem preces por todos e por cada um.
Cantam.
Uma procissão se faz para doar.

Rezam todos de pé.

Cantam proclamando que Deus é Santo, Santo, Santo.

O Sacerdote recita
Palavras ditas pelo Cristo aos seus.

O Sacerdote impõe as mãos sobre as oferendas
Pão e vinho. Toca a campa.
Todos se ajoelham.

O Sacertode pede a Deus
Pelos vivos, pelos mortos,
Pela Igreja e seus ministros
Relembra os que deram a vida pelo Cristo.

Eleva o Cálice e Patena
Ressoa-se um Amém!

Levantam as mãos
E rezam a Oração do Senhor
Se abraçam desejando uns aos outros
A Paz.

Adoram o Cordeiro.
Põem-se em fila:
C0mem da Carne do Cordeiro.

Rezam.
O Sacerdote traça o espaço
Abençoando a todos
E dizem Amém

O Sacerdote despede a todos
Animando:
A alegria do Senhor seja a vossa força.
E pede que o Senhor os acompanhe.
Todos agradecem dizendo
Graças a Deus!

O Sacerdote beija o Altar
Sai com os colaboradores
Velas e Cruz.

Eis uma Missa, um Culto.
+ + +

Eudes Inacio, sJpVM.

Nenhum comentário: