segunda-feira, 28 de junho de 2010

ADORAÇÃO vs MÚSICA (LOUVOR) vs. OUVIR

Caros irmãos e irmãs de jornada,

Não é novidade saber que o mundo banaliza tudo, absolutamente tudo, que é de Cristo (inclusos os cristãos), exceto a "páiz de Jesus".

Quer-se a "páiz", a "páiz" de cemitério: silenciosa, ninguém incomoda ninguém, cada qual no que é seu... por aí vai.

Ademais, tudo é com barulho. MP3, MP4, MP5,..., MPnésima...

Aparelhos de som de carro que animariam um estádio de futebol. Aparelhos de som domésticos que animam até um "arraiá" inteirinho. Caixas de som de computador capazes de ressoar um auditório...

Agora o pior: nós, cristãos, estamos amando essas ideias (ideias sem acento, nova regra... to me acostumando).

Missa boa, só com muito som; evangelização boa, só com caixas de som; encontro de jovens, aí sim, com muitíssimo som, senão, já sabe: é morgação! Vigília só "animação" do ministério de música; adoração, nem que seja por 45 minutos, só é ungida se tiver músicas de louvor (entenda-se com gente cantando, no mínimo).

Estamos ficando loucos? Tudo só vai na base do grito, do berro, da zuada: Vence quem grita mais alto, não quem fala a verdade, pois "verdade" é tão relativa hoje em dia, não é? (Piada! Agora não se pode mais falar em VERDADE, porque "depende"... Depende de quê?... êta mundinho véio sem estribeiras!" - diziam os antigos.

Voltemos à zuada: estamos nos contentando em repetir e trazer para dentro do cristianismo essas coisas do mundo, essa "imundície". Chega disso! Se vamos a uma adoração ao Santíssimo, tem sempre alguém falando qual um papagaio; ou tem um tocador que sempre acha que tocar bem alto é que é bom. Jesus estaria mais interessado em se distrair? Estaria Jesus meio entediado com o silêncio e daí a gente chega e fica falando blá, blá, blá... Verdadeiros adoradores, nós? Nem aqui nem na China!

Se continuamos falseando o cristianismo para parecer atraente, somos mais falsos que aqueles que nos criticam.

É preciso que cada um nós se preocupe em ser sincero com o Cristo: na Missa, na adoração, na vigília... Aí sim, verdadeiros adoradores são os que se revelam e não os que se maqueiam e vociferam o tempo todo diante do Senhor. Até parece que temos medo de calar e terminar ouvindo algo de Cristo! Será?... Creio que sim.

Quem muito fala, não tem tempo para ouvir.

Espero me converter, convertendo primeiro minha lingua e meus ouvidos.

+ + +
Eudes Inacio. sJpVM.

Nenhum comentário: